sexta-feira, 31 de julho de 2015

Mais uma vez o tempo para,  o coração dispara, a razão diz PARA!