domingo, 16 de abril de 2017

A humanidade custa caro

 E aqueles versos pularam dos meus dedos e saltaram na tela de vidro para dizer oi a alguém ,que more além deste amontoado de carne com amarras mortais.

Passeio por entre mundos de notas musicais.
Que me levam além de onde os olhos podem ver...
 A humanidade custa caro...
Por vezes tentamos parcelar ,para sentir a conta em suaves prestações ...
Ela me rouba os dias, os meses de férias e as temporadas de inverno.

Mas quando sentamos para conversar com a vida...
Ela nos conta assuntos incríveis...
De gente que ri... E sabe viver em busca de sonhos...
Que olha para um mundo de liberdade de pensamentos...
Onde a dor se chama superação...
O medo se chama Desafio...
Onde as máscaras se chamam condição , e não estação...
Onde um amigo te diz bom dia e também te estende a mão...

Ouvi dizer que por trás do concreto existe um mundo ainda mais real...
Onde sonhos são verdades , e as certezas mera imaginação...

 Ouvi dizer que o tempo não existe no avesso da razão ...
Nem o céu , nem o teto, nem o chão.
São apenas palavras mágicas jogadas pra dentro de um coração...

Um brincadeira que ensinaram a  jogar...
Não há tabuletas, lugar para ir ou para voltar.
Apenas um jogo de palavras, que nem todo mundo sabe montar...

Círculo meus braços no ar, e deixo menções e espaços em branco no lugar...